Que frio da preula!

São Paulo. Três graus. 

Mais uma notícia de morador de rua que morre de frio na capital paulista.

MORREU DE FRIO, VELHO!

Porra! Morrer de frio é de cair o cu da bunda! Ninguém foi capaz de ajudar esse cara? 

Como pode?

E já que não posso salvar a vida das pessoas, porque não sou Deus, tentei de um outro jeito minimizar a zica.

Aproveitei que meus horários no serviço mudaram por uns dias e, numa noite de friaca pra caraca dessas, resolvi aproveitar pra pegar a Laura num horário de ócio e levá-la comigo pra doar roupa! 

Pegamos, a princípio, roupas minhas que não serviam mais (elas que encolheram!). Aí saímos noite afora com as sacolinhas de roupa pra doar. Fomos em uma igreja aqui perto e colocamos as nossas roupinhas próximas de umas outras que já estavam lá. 

Juntinhos, mãos dadas e muita risada! Tava muito frio, pqp! Mas ah!! De boa!!

Tentei passar sempre uma imagem boa sobre o que estávamos fazendo. Como se fosse algo natural! Acho que assim eu consigo colocar o quesito “doação” na personalidade laurística.

Mas olha… Que sensação boa! Seja doar roupa ou qualquer outra coisa é sempre um calor pro coração, molecote.

Experimenta, velho. Imagina ficar sem blusa nesse polo norte que invadiu o Brasil? Seh loko! 

Eh noiz!

Essa é a Laura, graças a Deus, quentinha, vestida de Godofredo e abraçada com o Godofredo. 

Foto: Renata s2.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s