Bastidores e fotos do Encontro com Fátima


Foi a primeira vez que a Laura viajou de avião e que ficou em um hotel. Ela também só conhecia a cidade do Rio de Janeiro pelas histórias que eu contei quando fui pra lá na Copa e por algumas coisinhas da televisão.

– Pai, a gente tá em cima das nuvens!!! Que louco!!! Eu queria morar nas nuvens!!!

– Filha, mas não tem nada pra fazer aqui em cima. A gente ia ficar sozinho.

– Mas deve ser calminho! É mais perto da lua também!

Isso é verdade. E outros sonhos dela vieram rapidinho também, quando dormiu o caminho todo do aeroporto até o hotel. O motorista foi o Eduardo, 10 anos de Globo. Me contou que já levou todos os tipos celebridades e que eu iria gostar muito de participar do Encontro com Fátima. Ressaltou que trata da mesma maneira o carona famoso ou o carona anônimo. Gente fina o Edu.

Chegamos ao hotel em Jacarepaguá (Ou Curicica, Barra, sei lá) e, enquanto eu assinava a papelada, Laura brincava de abrir e fechar a porta eletrônica. Se eu fosse um pai mais mala, teria mandado parar. Pais chatos mandam as crianças ficarem quietas. Pra quê? Eu prefiro deixar ela zoar. Era saudável. Novidade. Estava alegre!

Entramos no elevador. E tocava uma musiquinha com saxofone.

Dançamos a musiquinha. Cabeça pra lá. Cabeça pra cá. E risadas!

Entramos no quarto 707 depois de ter errado o corredor (“Pai, era pra esse lado!”), e conforme eu ia fazendo as coisas, surgia um “UAU!” da Laura! Desde o cartão que abre a fechadura, até o outro cartão que liga a força do quarto, até a cama fofinha, a TV com mil canais, o ar condicionado e as guloseimas no frigobar.

Era um festival de “pra que serve isso”. Era uma Laura feliz. Era um papai emocionado. Quando, desde que eu descobri que ia ser pai, que não tinha grana, só o conhecimento de inglês, eu ia conseguir levar a Laura de avião para algum lugar? Até hoje, empregado, não consigo!

Descemos para jantar.

Cabeça pra lá e cabeça pra cá na musiquinha do elevador.

Jantamos em um restaurante bacana na frente do hotel e voltamos ao quarto.

Cabeça pra lá e cabeça pra cá.

Dormimos. Ou melhor: ela dormiu. Eu fiquei pescando de duas em duas horas pensando no dia seguinte e mandando mensagens às pessoas que estavam preocupadas com a baixinha.

Acordamos. Arrumei a Laura com o vestido que a minha linda namorada Renata escolheu e a baixinha aprovou.


Dei um tapa na mala e descemos para o café da manhã.
Foi o último cabeça pra lá, cabeça cá e mais novidades.

– Quanta coisa!

– É, né? Você vai querer o que, filha?

– Só um leitinho e um pão de queijo.


Café tomado, acertei a saída do hotel e depois fomos encontrar o motorista que nos levou ao Projac. Era o Nelson, que posteriormente descobriríamos pela Marcia, uma das produtoras da Globo na recepção, que o apelido dele era Nemo, o do filme. Pela aparência.

E era parecido mesmo na avaliação Laurística.

Recepção, documentos e pegamos aquele carrinho de golfe para o estúdio. O motorista era o Léo, que me disse todo orgulhoso que vai ser papai! E que ela vai se chamar Laura! Que da hora! Parabéns, mano!


Chegamos no prédio do “Encontro” e fomos recepcionados pela Ágata!

Laura sacou rápido! No primeiro “oi” da moça.

– Você é a Ágata do Videoshow???

Era ela mesma. A produtora que divertia os apresentadores do programa global! Gente boa! Nos mostrou tudo lá no prédio! Fez um tour com a gente.

Ela que nos levou ao estúdio na hora que ia começar o programa. Ficamos ali do lado da plateia, demos um beijo na Fátima e me deram um microfone. O João, outro produtor firmeza demais, disse que tinha que me levantar, quando a Fátima falasse com a gente. Isso prejudicou, né? Televisão engorda mesmo. Pqp.

Aí foi demais! Quem quiser assistir, clica aqui.

Claro que eu queria ter falado mais da minha vida, citar mais a minha mãe que me ajuda, falar que a mãe da Laura atualmente participa da educação da pequena também, que somos profissionais no cuidado da baixinha. 

Pqp! Pareceu que eu sou um herói! E não sou, né? Ninguém é. Já escrevi sobre isso.

Eu e a mãe dela somos parceiros na educação da Laura. Melhor coisa isso! Respeitei demais o tema “pai jovem” e vacilei ao não falar da mamãe… Sou um juvenil.

Mas enfim, foi bacana falar do blog. Mas também queria ter dito da vaquinha do livro… Não deu… Fiquei nervoso pra caraca! Sorte que eu não paguei mico!
Já a Laura foi fantástica. Incrível! Obediente e educada o tempo todo.

Acabou o programa, tiramos fotos com a galera geral, fomos correndo ao aeroporto e depois pra casa.

Foi fera! Fátima muito gentil e educada e a Maeve Jinkins foi incrível também. Andreoli é humildade demais!


E o Rafael Vitti até deu o livro dele de poesias pra Laura!


Laura também ficou amiga da Nicole, a bailarina que foi selecionada para o balé bolshoi! Tem dez aninhos e dançou ao vivo no programa!


Agora é continuar firme e forte na campanha do livro! Vamos conseguir! Quer ajudar a gente e já garantir o seu também?

Clica aqui e lá tem tudo explicando!

Valeu!

2 thoughts on “Bastidores e fotos do Encontro com Fátima

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s