O esforço recompensado

Meu fruto que me dá frutos

Costumo dizer para quem me pergunta:

– Como é que você aguenta das 8h até 00h?

– A Laura é meu combustível!

E claro que eu canso, que eu ralo muito para achar algumas horas para ficar com a Laura…Claro… Entretanto, uma hora esse esforço será recompensado. Não só financeira, mas moralmente também. Nos dois locais que trabalho (muito) e que me divirto, pois são serviço que amo demais, eu sonho com recompensas e com gratidão.

E, graças a Deus, eu tive essas recompensas! Sem dar muitos detalhes, eu me considero muito feliz profissionalmente.

Ok, preciso ralar muito para juntar dinheiro para pagar as contas? Preciso, sim, mas uma hora a grana vai aparecer. Acontece que eu sou muito jovem, tenho 22 anos, e estou inexperiente ainda para o mercado de trabalho. Principalmente o jornalístico, que não quer nem saber se já trabalho há três anos em um dos maiores grupos de comunicação do país…

O orçamento ficou meio apertado. Não dá pra sair, não dá pra pagar uma breja aos amigos, muito menos convidar aquela mina especial para um encontro (homem é que banca), mas dá pra sustentar a Laura muito bem.

Entende? São as prioridades que a vida de papai jovem me deu e que eu estou totalmente ciente e feliz.

Se não fosse a Laura, eu não ia chegar onde chegarei. Se não fosse a baixinha, os frutos do meu trabalho diário exaustivo não iriam ser colhidos, que nem estou colhendo agora.

Um abraço.

2 thoughts on “O esforço recompensado

  1. Olá Guilherme!!
    Antes ded mais deixa eu te dar os parabens pelo seu belo discurso, óptimo blog e pelo amor imenso que sente pela sua filhota e pelo exemplo que é para os homens. Há poucos como você. Mais crescidos até. Que têm os filhos e dizem amá-los mais do que tudo no mundo, mas depois, na hora de cumprir com suas funções de papai…. aí…bom, aí, nada, né??? É só da boca para fora. Até posso dar com o exemplo o meu caso, me separei do pai de meu filho, Santiago, de 2 anos e dois meses, muito por causa disso. Na hora de cumprir com sua missão de pai, isso não resultava, viu? No entanto tinha 38 anos!!! Independemnytemente de gostar ou não do filho, pois não é só isso que está em causa. Quando somos pais amamos, protegemos, pagamos contas, educamos, mimamos, tomamos conta, temos um, dois, ou até três trabalhos se for necessário, mas damos uma educação digna e tudo do bom e do melhor para nossa cria. E você, com 22 anos é lindo, pensa assim…. parabéns!!!

    Um grande beijo desta sua nova “amiga” e fã de portugal,
    Moky

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s