Um presente pelo sorriso

Laura bem novinha, quando ainda estudava na primeira escolinha. Meu presente é esse sorriso

Feliz e de boa no meu serviço hoje, um senhor bem idoso me encontra na sala dos prefessores e diz:

– Um presente pelo seu sorriso e pelo “bom dia” que me deu.

E me deu umas balinhas de doce de leite.

– Poxa, não precisava.

– Não, eu faço questão. E tem amarelas também.

E me deu mais balas. Agradeci e voltei ao meu trabalho, só que agora pensativo.

Passava pela minha cabeça: “puxa, nunca dei presente pra ninguém por causa do sorriso, do ‘bom dia’…”

E caiu a ficha.

Hoje em dia, aqui em São Paulo, está tão difícil encontrar pessoas que te dão “bom dia”, te perguntam “tudo bem?” ou desejam “saúde” na hora de espirrar (tá, uns não concordam com esse último, mas eu não vejo problema) que realmente quem faz esse tipo de coisa merece mesmo um presente, uma premiação.

Pode ser bala ou pode ser uma resposta, não importa. O que vale é alimentarmos o costume da boa educação de maneira natural e passarmos isso para a molecadinha que está por vir, rapaziada.

Porém, antes disso, nós mesmos é que temos que começar esse exercício! E olha, é tão pesado quanto 40kg de cada lado no supino reto.

Abraseeis

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s