Laura, o que você será quando crescer?

Filha, eu sei que você quer olhar pra longe.... Mas tá ao contrário o binóculo

Grande.

Por mais idiota que pareça a resposta, ela tem um fundo de verdade.

Filha, você será grande. Com três anos, já tem altura de criança mais velha e, de acordo, com o pediatra a tendência é que seja sempre assim.

Mas o que eu venho conversar com você hoje, Laura, é sobre a profissão que você vai assumir.

Seria muito egoísta se eu dissesse que queria que você fosse jornalista…

Aliás, Laura, quando você ler esse texto, pense bem a respeito do Jornalismo, filha. Tem que amar muito e sair do romantismo utópico universitário. Jornalismo é aprendido na realidade no mercado de trabalho. O que se aprende na faculdade é um sonho, um ideal de Jornalismo perfeito, um esboço paradisíaco feito por Deus, quando ele estava de muito bom humor. Ok, na graduação você terá introdução às partes técnicas, mas elas são colocadas na rotina e se tornam naturais mais pra frente. Jornalismo, filhota, é punk e precisa de muita paciência com os donos, chefes, diretores da empresa… Eles querem que você trabalhe sem receber o que merece. Não existe meritocracia, existe um monte de “cracias” longe das justas e bondosas.

Sabe por que o papai continua? Porque tem amor à informação. Uma pessoa inteligente é aquela que está sempre bem informada. E gerar informação, escrevê-las, é gratificante pra mim.

Se você tiver esse sangue “nozóio” também, maravilha.

Agora, filha, falarei para você a mesma coisa que o vovô falou pra mim: faça o que gostar. Não faça pensando na grana ou no mercado de trabalho. Para ser bom no que faz, precisa ter tesão naquilo. Quem faz o que gosta, faz naturalmente bem, e isso traz a grana. Ou não. Mas se não trouxer, pelo menos traz a satisfação pessoal, a felicidade de acordar para iniciar um dia trabalhando no que tem alegria.

Portanto, escolha o que gostar, o que se sentir bem.

Papai sempre estará do seu lado para te apoiar, independentemente do caminho que resolver seguir.

Se bem que jogadora de futebol seria legal, hein???

4 thoughts on “Laura, o que você será quando crescer?

  1. Ahh, quem nunca respondeu isso quando criança? Essa foto “tá massa” rs….olha eu escrevendo gírias depois de ler um texto tão bem escrito rsrs …boa sorte para a Laura, é um desafio muito grande escolher a profissão independente da idade! bjss

  2. Que fofo, Gui! Laura tem um super pai e tenho certeza que quando ela escolher seja lá o que for com o profissão, vai ter um bom exemplo para mirar. Laura, um beijo da Itália e o mais importante siga o seu coração! Um beijão

  3. Eu queria que tivesse a opção curtir no blogs. Porque eu ia curtir o texto e esse comentário da Nívia com uma dose de trauma!

    Eu tento não projetar minhas frustrações de infância/adolescencia na bia. Porque se fosse assim, ela seria bailarina, jornalista e fotografa. Tava fodida! hauaha

    Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s