Teatro de graça e outro passeio em São Paulo

O mês de Maio é particularmente complicado. Além do presente do Dia das Mães, eu tenho o do afilhado e o do meu pai. Ou seja: eventos gratuitos são muito bem-vindos. 

Em São Paulo vai ter teatro de graça aos sábados e domingos neste mês! Será no Shopping Iguatemi. NO IGUATEMI E DE GRAÇA É QUASE MILAGRE DE DEUS! 

A programação completa você pode acessar aqui: http://iguatemi.com.br/saopaulo/eventos/kids/-dias-de-teatro-maio/

Outro passeio muito da hora é a Exposição do Castelo Rá-Tim-Bum, que fui com minha noiva Renata s2. Compramos os ingressos por antecedência e facilita mesmo a vida. Pouca fila e bem legal!!!

O espaço fica aberto para visitação até 30/6.

Info:

Memorial da América Latina – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda

Telefone: 11 3823-4600. 

Ter. a sex.: 9h às 20h/Sáb. e dom.: 9h às 22h. Até 30/6.

Ingr.: R$ 20 p/ totalplayer.com.br. 

Estacionamento a partir de R$ 10 (portões 4, 8 e 15). 

“Ah não, papai!”

É oficial: estou em segundo plano. Pode valorizar minha reclamação, porque não é algo assim fácil de admitir, não. Demorei pra caramba pra ter coragem de documentar tamanho abandono, tamanha crueldade.

E elas conseguem ser malévolas quando querem. Deve existir algum ingrediente no Toddy, sei lá, que faça despertar esta desumanidade… Você tem coração mole? Chora quando ouve uma criancinha dizer coisas fofas? Pois bem, vacilão, elas não! As crianças não têm dó!

– Laura, cheguei! Vamos sair pra passear com o papai?

– Ah, não, pai!

– Vai, Laura…

– Mas eu quero ficar brincando com as meninas…

– Poxa, filha… Vim mais cedo do serviço, agilizei as coisas para conseguir te ver, saí antes do rodízio, pensei em tudo já… A gente pega um cineminha, anda de bicicleta, come aquele hambúrguer da hora, depois até aquele milkshakezinho maroto e aí você…

Um grito surge do além.

– LAAAAAAURA!!! VAMO! VAI COMEÇAR O ESCONDE-ESCONDE!

E ela se vai.

Rapidamente. Sem dó nenhuma do meu “poxa”. Defecou para minha cara de dó, para meus planos e para os meus argumentos. Sem-mais-nem-menos foi-se. Se teve “tchau”, eu nem lembro.

Não tá sendo fácil, amigo. E o pior que dizem que vai piorar. Vai chegar a fase do amor de adolescente. Credo! Não quero nem imaginar. Enquanto isso não acontece, eu vou ficando aqui sozinho, abandonado, desprezado neste gélido segundo plano.

Será que ela deixa eu brincar de esconde-esconde com ela?

Guilherme Fuoco, 27, é pai da Laura há 8 anos, editor de texto do Globo Esporte e autor do livro “Papai Jovem – Não suma. Assuma!” 

image1


Texto escrito para o portal Pais em Apuros

 

Estamos de volta! E ajudando mais do que nunca!

Depois de um período de sumiço profissional, cá estamos de volta. O saldo é positivo:

– 1 ano de lançamento do livro e mais de 500 livros vendidos! 

– centenas de PJs ajudados! Muitos, muitos mesmo! 

– 1 grupo do whatsapp só para PJs! QUE NÃO FUI EU QUE CRIEI! Isso é demais! Quem quiser entrar, só clicar aqui: https://chat.whatsapp.com/EddYj8C2Vmg9KGhITBKpK9 (Valeu, Alisson!)

– Laura já tem 8 anos e já anda de bicicleta sem rodinha! 

– E você agora compra o livro do PJ diretamente comigo! HAHAHA manda mensagem se quiser! 

– E voltamos! Vamos ajudar! Estamos unidos mais do que nunca!

Eh noiz!

Não faça como o Montillo!

Tá vendo a setinha ali!? Naquele quadro preto que eu porcamente fiz em 30 segundos no celular tem o nome da escola dos filhos do Montillo, no Rio de Janeiro. 

Olha aí o craque! Todo ansiosão pro primeiro dia de aula! Brilhando! Mas…

MONTI! Seh loko, mano!? Não se coloca onde os filhos estudam na Rede Social! Não se coloca informação pessoal nenhuma! Jamais! Pra alguém pegar a info e fazer algum mal pra gente é um-dois. Tá cheio de doido no mundo!

E o Montillo ainda tem mais de 100mil seguidores. É muito perigoso. 

VOU avisar o MONTI no Twitter.

Abraço 

Abs.

Pra saber como é o meu pai, pergunta sobre o Tite pra ele prucevê:

– Técnico retranqueiro! Não sabe mexer no time!
– Mas, pai, ele ganhou tudo pelo Coringão!
– Ganhou, porque os outros são ruins.
Meu pai é assim: irônico e sagaz. Bravo, exigente e sério. 
E chato. 
O Corinthians tinha que ser o melhor do mundo jogando bonito! Não daquele jeito “1×0 é goleada” do Tite.
E não adianta justificar e argumentar. Ele sempre tem uma resposta. E, se alguém tem um problema, já resolve logo também. Só não fica enchendo o saco. 
– Pai, vamo no jogo?

– Vamo.
Cinco minutos depois:
– Pai, miou o jogo. Deu um problema aqui. Tudo bem?

– Tudo.
Meu velho é simples e solidário. 
Se ganha algo, divide com a família. Na hora.

Se não ganha, divide também. E não se endivida. É matemático, automático, mas não é dramático. 
T-R-A-B-A-L-H-A-D-O-R.
E do bem, sem alarde. Faz o bem até pra quem não conhece. E se conhece? Maluco do céu!!! Ele faz o bem em proporções muito maiores. 
Mas não conta pra ninguém. 
Às vezes eu acho até que meu chefe me mandou um e-mail, mas era só meu pai:
“Acerto de contas do mês: R$500.
Abs.
Wm.”
Porra, pai! Manda um “te amo, filhão!”
Não adianta. Ele não é de escrever. O velho apenas faz. O amor dele está nas ações. As aulas dele estão nas atitudes. 
Ele é o meu maior professor sem dizer nada. E é isso que eu não consigo. Sou da palavra dita, escrita, cantada, postada, publicada, twittada, xingada, chorada.
Pois é, mas Wm é de palavra, justo demais, curto e direto. Por exemplo: se vier pro papel algo sobre esse texto, virá assim:
“Guilherme, obrigado pelo texto.
Abs.
Wm”
Eu tento ser que nem meu pai Walmir, mas não consigo. 
Te amo, velho. 
Feliz Dia dos Pais.
Abs.

GGF